Moradores de Barrolândia recebem capacitação sobre Educação Alimentar e Nutricional

0
15
O objetivo é para estimular a adoção de hábitos alimentares saudáveis, incentivando a produção e o consumo de alimentos regionais.
Fonte Eliane Tenório/Governo do Tocantins

Com objetivo de estimular a adoção de hábitos alimentares saudáveis, incentivando a produção e o consumo de alimentos regionais, para enriquecer a alimentação, o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), em parceira com os municípios, realiza nos meses de outubro e novembro as oficinas, gratuitas, para capacitação sobre Educação Alimentar e Nutricional, em 10 municípios do Estado. A meta é capacitar aproximadamente 300 famílias.

A proposta é para reduzir os índices de insegurança alimentar e nutricional, para melhorar a qualidade de vida das famílias, destaca o secretário da Setas, José Messias de Araújo. A ação visa também à conscientização sobre os aspectos higiênicos sanitários, ambientais e culturais.

Receitas de arroz enriquecido com talos e folhas, curau de abóbora, feijão com legumes, torta de folhas e talos, torta de caju..

Barrolândia  

Foram atendidos os municípios de Wanderlândia, Darcinópolis e, nesta terça-feira, 22, foi a vez dos moradores de Barrolândia, 75 km da capital, receberem as capacitações. A economia do município está baseada na pecuária, avicultura, mel e abacaxi, mas aqui os cursos também foram direcionados para receitas que aproveitam tudo o que há na região como frutas, verduras e hortaliças. Com a conclusão dos cursos desta semana são cerca de 100 tocantinenses beneficiados com a ação.

A Técnica Nutricional e Instrutora dos cursos, Enivania Moreira dos Reis, conhecida como Nena, informou que com as técnicas, que estão sendo ensinadas, os participantes saberão aproveitar os ingredientes que têm na própria região, ou ainda nas suas casas, como cascas e talos de vegetais e folhas, frutas, caju, manga e abóbora, entre outros. “Tudo o que os participantes trouxeram foi aproveitado nas receitas. Fizemos um almoço rico em nutrientes com arroz enriquecido com talos e folhas, curau de abóbora, feijão com legumes, torta de folhas e talos, torta de caju, vários pratos” afirmou.

A técnica nutricional e instrutora dos cursos, Enivania Moreira dos Reis.

Os alunos aprenderam também a fazer a famosa, aqui na região, moqueca de jaca, que as pessoas comeram pensando que era moqueca de pintado.  “Usamos o talo da jaca verde picado junto aos mesmos ingredientes da moqueca de peixe. O importante é que a gente leva simplicidade, um alimento barato e rico em nutrientes, as pessoas comem e se sentem saciadas”, afirmou.

A dona de casa aposentada, Maria das Graças Silva, 61 anos disse que foi muito importante ter feito o curso. “Aprendi a aproveitar muitos ingredientes para enriquecer várias receitas”, disse agradecendo a oportunidade.

O Prefeito de Barrolândia Adriano José Ribeiro também falou da ação,  agradecendo a parceira com o Governo do Tocantins por meio da Setas. “As oficinas são muito importantes, pois trazem informações de como as pessoas podem transformar uma receita utilizando ingredientes simples, que muitas vezes estão bem ali no quintal de casa, além de garantir pratos nutritivos para a família”, afirmou.

Como acontecem

As oficinas acontecem em duas etapas, com palestras sobre a importância da alimentação saudável e oficinas práticas de aproveitamento integral dos alimentos com preparação de receitas, utilizando o produto em sua totalidade.

Na primeira etapa os participantes recebem informações sobre a importância de uma alimentação saudável, sobre classificação dos alimentos e relevância da adoção de hábitos saudáveis para a saúde. A palestra é  ministrada pela Engenheira de Alimentos da Gerência de Segurança Alimentar e Nutricional da Setas, Deana de Souza Paula.

Já na segunda etapa, estão sendo abordados os aspectos práticos de manipulação de alimentos, higiene necessária durante a manipulação dos alimentos, para conversação da qualidade dos alimentos e prevenção de doenças de origem alimentar, com orientações da engenheira de alimentos e gerente de Segurança Alimentar da Setas, Jessica Santana Oliveira.

Mais municípios

As oficinas acontecerão, também, nos municípios de Dueré, Cariri do Tocantins, Couto Magalhães, Goianorte, Fátima, Pium, Almas e Dianópolis.

Os interessados em participar das oficinas, podem se inscrever nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) de seus municípios.

Programação

28/10 a 01/11 – Dueré e Cariri do Tocantins

04 a 08/11 – Couto Magalhães e Goianorte

18 a 21/11 – Aliança e Pium

25 a 29/11 – Almas e Dianópolis.

Fotos: Alexandre Alves/Governo do Tocantins.