Nesta segunda-feira, 3, a equipe médica comandada pela gastroenterologista de São Paulo, Paula Volpe, decidiu que o ex-governador Siqueira Campos, que está internado em um hospital da capital paulista, será submetido a uma cirurgia para retirada de divertículos, em virtude da possibilidade de ocorrerem novos sangramentos intestinais. Ontem, 2, em nota enviada por sua assessoria, a equipe havia descartado a necessidade de realizar cirurgia.

Siqueira Campos deve ser transferido da UTI para um apartamento ainda nesta segunda-feira e a cirurgia será realizada em até dois dias. Os preparativos já foram iniciados e o procedimento adotado será por meio robótico, visando ser o menos invasivo possível.

“Siqueira Campos tem reagido bem ao tratamento via medicamentos e não necessitou mais de transfusão de sangue. O ex-governador está consciente e a decisão da realização da cirurgia visa evitar que a situação ocorrida no início da semana passada volte a acontecer”, informou sua assessoria nesta manhã.

Ainda de acordo com a assessoria, tanto a realização da cirurgia, quanto o processo de recuperação do ex-governador serão informados à imprensa e à população tocantinense, “a quem Siqueira Campos faz questão de agradecer todas as manifestações de apoio por sua plena recuperação”.


Compartilhar:

Deixe seus Comentario