Três pessoas foram detidas com o R$ 1,2 milhão em espécie na barreira da Polícia Rodoviária Estadual entre Porto Nacional e Palmas, na TO-050. O taxista disse que não sabia que seu carro tinha o dinheiro. Conforme a TV Anhanguera, ele trabalha com táxi em Porto Nacional há dez anos e foi chamado a um hotel para levar dois passageiros até uma pista de pouso e decolagem entre Palmas e Paraíso.

O dinheiro estava em mala e numa maleta, e havia até uma máquina de contar cédulas.

Na pista, um avião aguardava os dois passageiros, que não tiveram os nomes divulgados. A aeronave foi apreendida e o piloto terá que prestar depoimento à Polícia Federal.

Os dois homens presos chegaram a passar mal durante os depoimentos, com crise de hipertensão, na PF em Palmas, para onde foram levados. O Samu foi chamado e eles, medicados.

A Polícia encontrou mensagens no celular de um dos presos com um político de Goiás, cujo nome também não foi revelado. Os dois homens não conseguiram explicar a origem do dinheiro.


Compartilhar:

Deixe seus Comentario