Moradores da região norte do Tocantins continuam aguardando a construção do Hospital Geral de Araguaína. Lançada há quase seis anos, a obra deveria diminuir os problemas da saúde pública na região, mas ainda não saiu do papel. A construção é orçada em cerca de R$ 160 milhões, mas o dinheiro não foi investido no local.

As placas que informam sobre a construção estão se desfazendo e no local só é possível ver uma estrutura para guardar materiais. De acordo com o projeto, o hospital deveria ter um prédio com 400 leitos, 12 salas cirúrgicas e 60 leitos de UTI.

Atualmente, os pacientes de Araguaína e região são atendidos pelo Hospital Regional, mas a unidade não têm vagas suficientes.

O lavrador José dos Santos acredita que a falta de vaga na UTI do regional pode custar a vida da esposa dele, que está internada com problemas vasculares. “Disseram que não tem vaga e eu estou com medo dela morrer. Vou procurar a Justiça”.


Compartilhar:

Deixe seus Comentario