“Estar em clínica promoveu em mim a capacidade de lidar com a dor do outro, transformou a minha forma de compreensão das relações e me sensibilizou o olhar. Foi uma oportunidade única de desconstrução”, afirma a egressa do curso de Psicologia Evelly Silva.

A profissional que teve a oportunidade de atender em clínica no Serviço-Escola de Psicologia (Sepsi) durante um ano relata que nesse tempo, pôde experienciar atendimentos familiares, de casal, individuais, grupais, institucionais e realizar avaliações psicóloga e neuropsicológica supervisionadas. “Atendi crianças, adolescentes e adultos e todas essas experiências só foram possíveis devido as diversas possibilidades de atendimento ofertados pelo serviço”, afirma.

Coordenado e conduzido pelo curso de Psicologia do Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra), o Sepsi contribui com serviços gratuitos há 14 anos na promoção de saúde pública da capital, afirmando assim a responsabilidade social que a instituição possui também na área da Psicologia.

No último ano, quase 1,5 mil pessoas foram atendidas no Sepsi, e realizados mais de 5 mil atendimentos supervisionados por docentes nas modalidades de psicoterapia individual, de casal, familiar, em grupo (pais, crianças, adolescentes, habilidades sociais, entre outros), orientação profissional, avaliação psicológica e neuropsicológica.
“Semestralmente uma equipe de mais de 200 pessoas, entre elas coordenadores, professores, estagiários e alunos, atuam na oferta destes serviços psicológicos gratuitos à comunidade que podem ser realizados por encaminhamentos, sejam internos ou externos”, explica a coordenação do projeto. A coordenadora Fernanda Gomes de Oliveira explica que o projeto sustenta a formação profissional dos acadêmicos, bem como auxilia na execução das atividades de ensino, pesquisa e extensão.

A egressa do curso Evelly comenta: “Estar em clínica foi um exercício diário de empatia e a oportunização de superação dos meus próprios desafios e até de reconhecer muitas das minhas potencialidades”.

A psicóloga reflete que ter estagiado no Sepsi a fortaleceu. “Ampliou em mim a capacidade de resiliência e me deixou mais confiante para enfrentar os desafios no mercado de trabalho. Sinto que a minha formação não seria a mesma sem essa vivência e sou muito grata por ter tido tantas experiências no Sepsi”, conclui.

Para a acadêmica de Psicologia Laryssa Araújo, apesar da preparação qualificada ao decorrer do curso quanto à teoria, é somente através da prática que os acadêmicos conseguem se tornar profissionais (em formação) experientes.

“E é o Sepsi que nos oportuniza isso. Ele é o único serviço-escola de Psicologia da cidade, tem um número expressivo de atendimentos e é reconhecido de tal forma, que recebe diariamente encaminhamentos de muitas instituições, até mesmo relativos a demandas que os serviços (públicos e privados) não conseguem dar o suporte necessário”, pontua a aluna.

Serviço-Escola de Psicologia
O Sepsi está situado no Núcleo de Atendimento à Comunidade (Nac) do Ceulp/Ulbra localizado na Avenida JK, quadra 108 norte, alameda 12, lote 10. Os atendimentos são realizados por meio de encaminhamentos (interno e externo) e por demanda espontânea de segunda a sexta-feira no horário de 8 às 18 horas e aos sábados de 8 às 12 horas. A comunidade pode entrar em contato com o Serviço pelo telefone (63) 3223 2016 ou e-mail: sepsi@ceulp.edu.br. (Da assessoria de imprensa)


Compartilhar:

Deixe seus Comentario