Conselheiros foram eleitos para o biênio 2019 – 2021 e irão representar todas as classes de policiais civis.
Fonte Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins
Novos integrantes do Conselho Superior de Polícia Civil ao lado do Secretário de Estado da Segurança Pública Cristiano Barbosa.

Em solenidade realizada na tarde de quarta-feira, 14, no auditório da Secretaria de Estado da Segurança Pública, foram empossados os novos membros que irão compor o Conselho Superior de Polícia Civil para o biênio 2019 -2021.

A reunião foi aberta às 14h pelo Secretário de Estado Cristiano Barbosa Sampaio, que, em seu discurso, agradeceu a dedicação e o empenho dos conselheiros que deixaram seus cargos e enalteceu a chegada dos novos membros, parabenizando e desejando boa sorte a todos.

Em seguida, o Delegado-Geral da Polícia Civil, Rossílio de Souza Correia, falou da importância do Conselho para o fortalecimento da Polícia Civil e que a chegada dos novos integrantes tende a contribuir para uma instituição mais cidadã e em total sintonia com as demandas de seus integrantes.

“Os novos conselheiros empossados têm a total confiança de seus pares e chegam para renovar e contribuir, pois trazem uma visão e mentalidade de total comprometimento com as causas da Polícia Civil e de todos os servidores da Instituição”, ressaltou o Delegado-Geral.

Após, Cristiano Sampaio deu posse aos novos membros do Conselho, que passa a ser composto pelos Delegados Fernando Rizério Jaime e Ibanez Ayres da Silva; pelos Agentes de Polícia Aline Maria Moura e Rui Manoel Pereira Lima; pelos Escrivães de Polícia Donita Alves da Silva e Priscila Bittar; pelo Perito Oficial Marco Aurélio Jacome Souza; pelas Papiloscopista Elaine Monteiro da Silva Tolon e Naides César da Silva; e pelos Agentes de Necrotomia Boaz Aires de Figueiredo e Elaine Tomaz da Silva.

O Conselho Superior da Polícia Civil é regido pela Lei 1.650, de 29 de dezembro de 2005, e detém várias atribuições e competências legais, dentre elas, a deliberação de processos relacionados aos direitos de progressões, tanto verticais, quando horizontais dos servidores policiais civis.

As reuniões do Conselho ocorrem mensalmente de forma ordinária, na sede da Secretaria da Segurança Pública, sendo que, eventualmente, podem ocorrer encontros extraordinários, sempre que se fizer necessária a deliberação de pautas de interesses dos policiais civis.

Para o Delegado-Regional de Araguaína e recém empossado como conselheiro, Fernando Rizério Jaime, as atribuições do Conselho Superior de Polícia Civil são de suma importância para garantir e assegurar os direitos dos policiais civis e também para manter um diálogo aberto e transparente com a gestão da Segurança Pública.

“A renovação do Conselho Superior de Polícia Civil é importante para dar continuidade ao trabalho que já era feito e para manter a representatividade às classes que compõem a instituição. Nós representamos, com alguns outros integrantes, a parte Norte do Estado, e esse trabalho vem para garantir a continuidade, com a análise do que é possível se fazer, no tocante ao direito dos policiais civis e de outras questões que abarcam as atribuições do Conselho Superior. Nosso trabalho é para garantir que os direitos de nossos policiais civis continuem a ser reconhecidos pela administração, dando continuidade ao que já vinha sendo feito da melhor maneira possível” frisou Rizério.

Por fim, o Secretário de Estado Cristiano Sampaio ressaltou a importância que o Conselho representa para os servidores e para a Polícia Civil. “A renovação dos conselheiros também traz uma renovação do espírito para que possamos ter um órgão cada vez mais atuante, participativo e colaborativo, sendo um ambiente absolutamente adequado para que a gente possa discutir as questões de interesse e de relevância para Polícia Civil e, dessa maneira, possamos ter uma participação coletiva e legitimada nas decisões que vierem a ser tomadas e que sejam do interesse de todos”, destacou.

Fotos: Rogério de Oliveira.


Compartilhar:

Deixe seus Comentario