rasileiros do decatlo abandonam, e saltadores batem na trave na classificatória


Por Helena Rebello, Londres

Andressa de Morais precisou de apenas um lançamento para garantir vaga na final do lançamento de disco feminino. Foi a primeira dentre as 30 inscritas na prova a obter o índice de classificação direta, e os 62,80m alcançados na manhã desta sexta-feira no Estádio Olímpico de Londres a deixaram na oitava colocação geral. A compatriota Fernanda Martins ficou em 16º lugar e se despediu nesta fase.

A final do disco será no domingo, às 15h10 (horário de Brasília), e terá transmissão ao vivo do SporTV2, com narração de Luiz Carlos Junior e comentários de Lauter Nogueira, além de Tempo Real do SporTV.com.

Andressa Morais se classificação para a final com apenas um lançamento em Londres (Foto: Reuters)Andressa Morais se classificação para a final com apenas um lançamento em Londres (Foto: Reuters)

Andressa Morais se classificação para a final com apenas um lançamento em Londres (Foto: Reuters)

Andressa arremessou apenas uma vez e de cara cravou 62,80m. Pôde sentar a ficar olhando as adversárias no Grupo A também buscarem a classificação. Ao deixar a pista, mostrou-se muito satisfeita e espera buscar seu recorde pessoal na final. Ela é a atual recordista sul-americana da prova.

– A marca me traz uma boa perspectiva. Espero fazer uma boa marca na final, estou muito confiante. Quero fazer meu melhor, superar minha melhor marca neste ano, 64,68m, estará de bom tamanho.

Andressa celebra: na final, ela tentará melhorar o recorde pessoal (Foto: Reuters)Andressa celebra: na final, ela tentará melhorar o recorde pessoal (Foto: Reuters)

Andressa celebra: na final, ela tentará melhorar o recorde pessoal (Foto: Reuters)

A também brasileira Fernanda Martins competiu no Grupo B da classificatória, mas não teve o mesmo sucesso. Fez 58,51m no primeiro lançamento e queimou os dois seguintes. A última atleta a se classificar, a lituana Zinaide Sendriute, fez 61,48m, sua melhor marca no ano.

Brasileiros batem na trave no salto em altura

Talles Silva se esforça em busca de recorde pessoal e vaga na final (Foto: Reuters)Talles Silva se esforça em busca de recorde pessoal e vaga na final (Foto: Reuters)

Talles Silva se esforça em busca de recorde pessoal e vaga na final (Foto: Reuters)

Talles Silva e Fernando Ferreira por pouco não avançaram à final do salto em altura masculino. Os dois atletas passaram pelo sarrafo a 2,29m, mas não conseguiram o mesmo a 2,31m, marca mínima para garantir a classificação direta para a disputa por medalhas. Como apenas seis atletas fizeram o índice, seis vagas foram dadas aos seis melhores a 2,29m. Os dois perderam no desempate por terem precisado de mais saltos ao longo da disputa.

Talles fez uma competição um pouco mais consistente. Passou pelas duas alturas iniciais de primeira e depois precisou de três tentativas a 2,26m e duas a 2,29m. Fernando se desgastou mais, passando sempre de segunda até 2,26m e apenas na terceira a 2,29m. Com a barra a 2,31m, que representaria um eventual novo recorde pessoal de ambos, ninguém teve sucesso.

Fernando Ferreira se estica todo para tentar ir à final do salto em altura (Foto: Reuters)Fernando Ferreira se estica todo para tentar ir à final do salto em altura (Foto: Reuters)

Fernando Ferreira se estica todo para tentar ir à final do salto em altura (Foto: Reuters)

Desistência dupla no decatlo

Além do salto em altura, o decatlo era uma das poucas provas em que o Brasil contaria com dois representantes em Londres. Mas Jefferson Santos desistiu antes mesmo de começar. Durante o aquecimento ele sentiu um desconforto na panturrilha e optou por não competir.

Luiz Alberto estreou nos 100m, sendo o quarto colocado na terceira bateria e o 19º no geral. No salto em distância, segunda das dez provas do evento combinado, queimou o primeiro salto e depois desistiu. Afirmou que sentiu dores no músculo posterior da coxa durante a corrida, recebeu breve atendimento médico entre uma prova e outra, mas piorou e também decidiu não seguir no evento.

Nos 100m com barreiras, o país foi representado por Fabiana Moraes. Ela chegou em sétimo na primeira bateria com 13s40 no cronômetro, sendo apenas a 36ª no geral. Foi eliminada nesta mesma fase. A última atleta a passar por tempo foi a holandesa Sharona Bakker, com 13s12. A melhor marca da carreira de Fabiana, 12s91, foi alcançada no evento-teste para os Jogos do Rio, no ano passado.

http://globoesporte.globo.com/atletismo/noticia/andressa-de-morais-vai-a-final-do-disco-em-manha-de-lesoes-e-eliminacoes-do-brasil.ghtml


Compartilhar:

Deixe seus Comentario